Segundo Dia da Assembleia

Começa a segunda jornada da Assembleia Provincial de Missão, com um momento de reflexão em conjunto.

De seguida, o Ir. Javier Barreales, como membro da Equipa Comunhão Irmãos – Leigos, orienta a apresentação do painel - “Ser Marista com Outros” - constituído por diferentes membros dos grupos GEM/VEM e IDEM que transmitiram à Assembleia as suas experiências e maneiras de viver, degustar e sentir o seu Ser Marista nas suas vidas.

Depois desta apresentação, seguiu-se um espaço para reflexão por grupos com o objetivo de se partilhar a partir da seguinte pregunta: - Que iniciativas, espaços e formas propões, para que se possa reforçar ou criar, no teu contexto, partilha de
vida entre irmãos e leigos nos próximos três anos?

A segunda parte da manhã, após um intervalo, iniciou-se com a apresentação por parte do Ir. António Ramalho, Conselheiro Geral, do tema: “Ser Marista na Missão - necessidades a partir do mundo marista: Projeto «Novos Modelos».” Da sua apresentação sublinhamos a ideia de que a Missão implica pessoas, estruturas, suporte financeiro e vinculação. Por último, sublinhou que, para o Instituto, é uma oportunidade o facto de haver, neste momento, mais leigos que irmãos.

Na última parte da manhã, os membros do Conselho de Missão apresentaram os contributos recebidos das diferentes obras da nossa Província para esta Assembleia e que se agruparam nos seguintes temas: espiritualidade; os educadores e a sua missão; na missão com crianças e jovens; identidade marista; solidariedade e, por fim, estrutura provincial e local.

Estas temáticas saíram das respostas dadas às duas questões:
 O que achas que se deveria potenciar? O que não deveríamos perder?
 O que é que deveria emergir (nascer) e que potenciaria a missão marista na tua obra educativa?

Seguiu-se a apresentação dos dados obtidos, a partir das respostas dadas aos inquéritos de satisfação aplicados aos pais, aos alunos, aos docentes e aos não docentes, em todos os colégios da Província. Esta apresentação, feita por Ignacio Berbolés, sublinhou os pontos fortes, pontos fracos e as áreas de melhoria.

A tarde começou com um momento de partilha sobre como estávamos a viver esta experiência de Assembleia. E a Assembleia deu mais um passo em frente e, a partir das sugestões que saíram dos contributos de todas as obras educativas, iniciaram-se os trabalhos de diálogo e formulação de propostas concretas da Assembleia que irão posteriormente ser levadas ao próximo Capítulo Provincial. Neste momento, trabalhou-se por mesas/grupo e usou-se a metodologia cooperativa, com a finalidade de ser dada a possibilidade de todos se pronunciarem sobre todos os assuntos.


Finalmente, encerrou-se esta jornada com a presentação dos diferentes contributos consensualizados nas diferentes mesas de trabalho.

Partilha a notícia

Últimas notícias


Curso de Acompanhamento

En Roma del 16 al 22 de julio ha te...

[Ler +]


Impressões de Ternura

Nuestro H. Goyo ha sido nombrado em...

[Ler +]


HEE em L’Hermitage

No domingo dia 8 de julho, ao entar...

[Ler +]