• HEE - Edição XVII

    Os membros da XVII edição do HEE ("Hermitage, escola de educadores"), percorreram os lugares da identidade marista num processo de ReConhecimento do qual trazem experiências, sentimentos, energia. etc. ... que resumem juntos: das inúmeras reflexões e orações partilhadas durante estas semanas, eis o que melhor descreve a nossa experiência: "Nascemos do encontro".

    Estamos muito gratos pelos lugares escolhidos (Roxos, Miraflores, Colares) - espetaculares! - pelos momentos vividos - necessários! -, pelos conteúdos transmitidos - especiais! -, e pelas pessoas que partilharam esta formação - queridas! É como parar o relógio e permanecer no presente a cada momento. Dias para receber, interiorizar, desfrutar, ter empatia, aprender, dar sentido e VIVER os encontros. Por isso, sentimo-nos muito felizes por termos vivido esta experiência, bem-vinda como um presente.

    Pudemos percorrer os lugares da Identidade Marista, sentindo-a em todas as dinâmicas do dia, nas emoções contagiantes e nas reflexões partilhados. Nestes dias aproximámo-nos da figura de Jesus, das nossas raízes, da vida de Marcelino, da sua infância e do seu legado.

    "O que eu levo comigo do HEE, para além da amizade de todos os companheiros e irmãos, é a oportunidade de partilhar experiências e preocupações similares, mas diferentes, transformando o meu olhar curto e tímido num olhar muito mais amplo e seguro. Destaco a oportunidade de ter um momento maravilhoso para nós, que nunca costumamos dedicar a nós próprios e de que tanto precisamos, ao mesmo tempo que aprofundamos ou relemos com mais calma aspetos de identidade, espiritualidade, solidariedade, etc., que sem dúvida nos ajudarão no caminho diário a favor das pessoas que, a cada dia, fazem parte dele". (Adolfo)

    Dos "bons dias" às "celebrações" da noite, esta formação tem sido um processo de reconhecimento. Um convite para redescobrir o nosso EU, aceitando, apreciando e valorizando a vida quotidiana, ajudando-nos a viajar com muito carinho e sensibilidade por paisagens da nossa infância e da nossa vida emocional, que às vezes aparecem como um remoinho confuso, para depois se manifestarem novamente em visões de calma, equilíbrio e maturidade.

    “HEE ... Uma experiência de vida, uma viagem emocionante em direção ao meu interior. Momentos de aprendizagem, de comunidade, de sentimento, etc.... O HEE permanecerá em mim, na minha mochila diária, cheia de livros escritos ao longo de quatro semanas, para ser relido todos os dias. Livros escritos com paixão que serão uma fonte de inspiração e um recurso. Aqui e agora, sempre unidos ". (Judith)

    Foram, sem dúvida, semanas de descarga emocional acompanhadas de momentos descontraídos, criativos, comunitários, etc.... que favorecem o espírito de grupo e a espontaneidade, a simplicidade e sinceridade, expressando tanta afinidade e cumplicidade entre nós.

    "O HEE é uma experiência emocionante e maravilhosa. A paixão com que os Irmãos explicam as questões relacionadas com o mundo das emoções, da espiritualidade ou da solidariedade permitiu-nos conhecer-nos mais e poder ajudar os outros. Poder participar numa experiência de voluntariado para mim foi um ponto de viragem e de mudança de perspetiva sobre a imigração. Tudo isso partilhado com colegas de outras escolas, com alguns dos quais somos já bons amigos". (Pedro)

    Na última semana, olhámos para as realidades vulneráveis, aprendendo a ser criadores e mediadores de uma afetividade altruísta que surge da consideração baseada na empatia e na reciprocidade, onde o olhar se foca nas necessidades das pessoas, há bondade e respeito, e brota aquela semente de felicidade que se encontra nas pequenas situações do dia a dia.

    “Sinto-me feliz por ter vivido esta experiência em APACE: ensinou-me a ver a vida com outros olhos". (Mónica)

    E desta experiência regressamos com mais vitalidade, com muito desejo de voltar e de ser e estar presentes no dia a dia. E o que é que se pode dizer dos nossos líderes espirituais? Esta família de Irmãos que, com a sua sabedoria, o seu cuidado, apoio e bom humor, ajuda a viver a experiência da tranquilidade, do prazer e da transcendência.

    “Semanas cheias de lembranças que intensificam o orgulho de pertencer à família marista. Agora continuamos com uma luz especial pelo caminho que, há alguns anos, bateu à nossa porta, a abriu, nos fez calçar os sapatos e nos levou para a evolução dos nossos passos, caminhando com os do Fundador e de todos os que são testemunhas da sua vida". (Alicia)

    Com novos olhares e um sentido Renascer, assumimos o desafio, todos os dias nos nossos trabalhos educativos, de acender e despertar, na infância, a luz do sonho, acolhendo a grande tarefa de transformar os nossos passos em belos passos e de abrir com eles o horizonte dos alunos, das famílias, dos nossos colegas e da Instituição.

    "O aqui e agora. Os dias únicos e irrepetíveis. O sentido de comunidade. A gestão das emoções. As estratégias de crescimento pessoal e a conexão com a identidade marista. Parece muito, mas nem roça a profundidade de quatro semanas de trabalho de equipa e colaboração. Agradeço aos nossos orientadores pelas várias atividades (formações, "bons dias", etc.) com a capacidade de serem claros e de apontar caminhos. Aos colegas agradeço o companheirismo, a escuta atenta e as partilhas, por vezes difíceis, mas que traduzem a nossa humanidade. Levo as boas lições dos outros com quem tive a sorte de partilhar os dias de voluntariado. Do HEE, levo comigo os conhecimentos e muitos exemplos em que me inspirar. O caminho apresenta-se, continuem os passos". (Susana)

    Obrigado por nos oferecerem esta oportunidade de crescimento, que vivemos com seriedade e desfrutámos com amor.

    Partilha a notícia

    Últimas notícias


    Acampamento Caminho

    Entre os dias 29 de junho e 5 de ju...

    [Ler +]


    Formamo-nos

    Os professores também precis...

    [Ler +]


    Preparando o amanhã

    Para alguns esse amanhã j...

    [Ler +]