• Encontro de Pastoral Juvenil

    Notre Dame de L’Hermitage, de 26 de novembro a 1 de dezembro de 2017. Durante a última semana de novembro e a primeira de dezembro teve lugar um encontro de pastoral juvenil e vocacional das cinco províncias maristas com presença na Europa em que participaram 47 pessoas, entre irmãos e leigos maristas, dos diferentes países e províncias.

    Da província Compostela participaram 8 pessoas: Fabiana Queirós (Vouzela), Elsa Martín (Valladolid – Inmaculada), Juan Pajares (Palencia), o Ir. Rui Pires (Valladolid – CCV), Álvaro Montes (Valladolid – CCV), Joel Alexandre Rainho (Carcavelos), Roberto Díez (Tui e EPJV) e o Ir. Ignacio Álvarez (Santiago e EPJV).

    Ao longo da semana, houve vários momentos de encontro e partilha em torno da história marista de cada um, da história e dos lugares que se referem ao Padre Champagnat e aos primeiros Irmãos, bem como dos traços maristas, das prioridades do capítulo realizado na Colômbia há uns meses e das necessidades dos jovens de hoje.

    Deixamo-vos aqui dois testimunhos dos participantes da nossa província:
    "Estes dias foram uma oportunidade de sentir que estava em casa em La Valla, de encontrar as origens em Rosey e de conectar com a essência Marista em L' Hermitage. De nos lembrarmos da nossa missão e do nosso compromisso e de nos sentirmos parte de uma grande família, rica em diversidade e sonhos. Juntos, irmãos e leigos, sonhámos uma Europa Marista sem fronteiras, onde as crianças e os jovens sejam protagonistas da pastoral e onde se possam sentir amados e acompanhados. Em L´Hermitage, colocámos em Maria as raízes da árvore que queremos ver crescer, e pedimos a Champagnat que nos inspire na força, na fé e no amor incondicional para com os jovens. Desde a Casa de Luz, e orientados pelos chamamentos do Capitulo Geral, voltámos às nossas comunidades com vontade de ser farol para os outros e construtores de pontes nas periferias." Fabiana Queirós de Oliveira.

    “Esta foi uma experiência única, muito enriquecedora para o meu crescimento pessoal, onde me senti totalmente integrado, à vontade, cuidado, vivo e com a sensação de que, embora em cada lugar se trabalhe de formas ou com línguas diferentes, todos caminhamos rumo a uma meta comum. Experimentei a amplitude da vida marista, o que faz com que me sinta acompanhado no meu trabalho. A transcendência do lugar fez-me viver a experiência como um regresso aos inícios e uma renovação de energias e entusiasmo. Do encontro levo comigo outros pontos de vista, outras metodologias e ideias para pôr em prática na minha realidade local, para além da sensação de que um mundo mais justo e global é possível se todos andarmos juntos de mão dada. Finalmente, quero agradecer também a oportunidade de participar para poder fazer parte deste projeto, a vida partilhada e a preparação por parte dos organizadores.” Álvaro Montes Dueñas.

    Partilha a notícia

    Últimas notícias


    HEE em L’Hermitage

    No domingo dia 8 de julho, ao entar...

    [Ler +]


    Procuramos Professores

    A tua paixão é a educ...

    [Ler +]


    Ser novo educador

    110 novos educadores de todos os es...

    [Ler +]